sexta-feira, 25 de março de 2016

O ministro que virou peixe (Revista Época)

fonte: http://epoca.globo.com/ideias/noticia/2016/03/o-ministro-que-virou-peixe.html

O Iphan discute o que fazer com azulejos de Portinari, encaixotados desde 1942 porque Gustavo Capanema, prócer do Estado Novo, achou que eram sua caricatura.

Azulejos pintados por Portinari com peixes com a mesma fisionomia
do então ministro da Educação, Gustavo Capanema. (Foto: Divulgação)

Ícone da arquitetura modernista, o Palácio Gustavo Capanema, no centro do Rio de Janeiro, passou décadas abandonado. O descaso com o patrimônio público chegou a tal nível que a vida dos funcionários públicos que ali trabalham e da população que caminha por suas calçadas começou a correr risco. Elevadores estavam, literalmente, caindo aos pedaços – houve casos em que despencaram com passageiros e por pura sorte não houve um acidente mais sério, com vítimas. Azulejos da fachada despencavam na cabeça de quem passava pela calçada. Pinturas e murais em seu interior estavam descascando.

sábado, 19 de março de 2016

Gamboa XIII - rua Senador Pompeu



Ontem quando usava o Google Street View para me preparar para ir a uma reunião na Gamboa, acabei "tropeçando" nestes 2 sobrados geminados do séc. XX (apesar de não haver data na fachada, acredito que sejam imóveis do século passado, comparando-se estes com todos os demais datados como século XX na região), com um revestimento azulejar muito original, e completamente inédito (para mim) aqui no Rio de Janeiro.

terça-feira, 1 de março de 2016